Portal Icó News - Credibilidade é Tudo!

Sábado, 23 de outubro de 2021
MENU

Coluna

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DOS HOMENS PRETOS

REFÚGIO DOS NOSSO IRMÃOS NEGROS

Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Icó, assim como outras cidades do período colonial, mantém preservada umas das mais belas edificações do Icó, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos (Igreja do Rosário), pertencente a paróquia de mesmo nome e que é administrada pelo Frei Paulo Fernando Moura, O. Carmelita.

Em estilo Barroco, característica da arquitetura portuguesa, sua construção se deu pela mão escrava em por volta de 1763 e 1770 e, sua primeira grande reforma em 1828.

Durante muito tempo, a mesma serviu como um lugar de refúgio para os homens negros, onde foi denominada Igreja dos Escravos e ainda hoje é chamada de Igreja do Rosário dos Homens Pretos ou Pardos.

Esta, naquele período, foi construída distante do núcleo urbano e era o único lugar onde os escravos poderiam andar com mais liberdade, uma vez por ano, mais precisamente no dia 7 de outubro de cada ano.    Os mesmos aproveitavam esse dia sagrado, para expor seus sofrimentos, angustias e exploração.  Mas também, era um momento de socialização, integração, partilha e adoração.  Rodas de capoeira, batuques, danças, comidas típicas e coroação do Rei e Rainha do Congo (tradição africana), eram algumas das atividades realizadas durante aquele dia em que poderiam expressar suas crenças, costumes e tradições culturais.

As Festividades Religiosas em louvor a Nossa Senhora do Rosário, acontecem geralmente de 27 de setembro, com hasteamento da bandeira, com encerramento em 7 de outubro de cada ano, com a procissão e Bênçãos do Santíssimo Sacramento.

Fonte/Créditos: Professor e memorialista Cláudio Pereira

Créditos (Imagem de capa): WORLDORGS.COM

Comentários:

Publicidade
Publicidade

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )